Nem tudo o que vem à rede, é peixe

31,90

3 em stock

Categoria:

Descrição

“Nem tudo o que vem à rede, é peixe” é uma expressão utilizada na língua portuguesa para se referir que, por vezes, nem tudo o que acontece tem proveito.

Aqui, “nem tudo o que vem à cana é peixe” … pode também ser uma bota, uma garrafa ou um saco. Para duas pessoas que retiram as peças à vez com a respectiva cana. Sempre que sai um peixe, este regressa ao oceano, devendo ser colocado com o símbolo para cima. No fim, é vencedor quem retirar mais peças de lixo e limpar melhor o oceano!

Vem acompanhado de um postal 10 cm x 15 cm, que ilustra a expressão portuguesa a que se refere e que explica o significado da mesma, podendo ser emoldurado.

Feito à mão em Portugal. Cada produto é único.

MATERIAIS:

Pinho cuidadosamente selecionado.

Tinta e verniz de base aquosa.

Tecido de poliéster.

DIMENSÕES:

22 cm x 17 cm x 2,5 cm

NOTA:

Não deve ser manipulado por crianças sem supervisão de um adulto. Possui peças pequenas.

Uma vez que todos os artigos são feitos à mão, em madeira, poderão existir ligeiras variações em relação às imagens apresentadas.

 

Informação adicional

Peso 575 g